MAIS UM MERGULHO? DERMATOLOGISTA EXPLICA COMO PROTEGER O CABELO DO CLORO

As idas à piscina podem ser comuns nesta época. O cloro pode danificar o couro cabeludo, mas existem formas de prevenir os estragos.

Numa altura em que as temperaturas estão mais altas, as idas à praia ou à piscina são recorrentes. No caso dos mergulhos numa água com cloro, saiba que pode danificar o couro cabeludo. Contudo, existem formas de evitar grandes estragos.

A dermatologista Madalyn Nguyen revelou ao 'website' USA Today o que pode fazer. "Quando o cabelo entra em contato com o cloro, acaba por remover a oleosidade natural, desgastar as cutículas do cabelo e torna-o mais sujeito a danos externos", explica.

Leia Também: Não deve estar muitos dias sem lavar o cabelo, alerta médica

Revela ainda que a exposição ao cloro pode deixar os cabelos secos e quebradiços se não tomar algumas medidas. A melhor forma de reduzir os efeitos do cloro é mesmo evitar que o cabelo entre em contacto com a água.

Por exemplo, a utilização de uma touca pode ser uma boa alternativa. "As toucas de natação são eficazes ao bloquear a exposição à água com cloro." Outra dica da dermatologista passa por passar o cabelo por água doce antes e depois de entrar na piscina.

"O objetivo é fazer o efeito de esponja. Quanto mais água doce o cabelo tiver, menos cloro entrará." Outra dica é colocar óleo de coco no cabelo. É mais uma forma de impedir que o cloro fique no cabelo.

Leia Também: Como incluir óleo de alecrim na rotina de cabelo

Seja sempre o primeiro a saber. Oitavo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online. Descarregue a nossa App gratuita. iOS

2024-06-18T15:32:15Z dg43tfdfdgfd